sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

JAC MOTORS FECHA O 4º TRIMESTRE COMO LÍDER DE VENDAS DE VEÍCULOS ELÉTRICOS NO BRASIL


Por ser a primeira marca a disponibilizar uma família completa de veículos 100% elétricos, a JAC Motors obteve rapidamente grande notoriedade entre os interessados em adquirir essa nova tecnologia da mobilidade. Tanto que a marca fechou o último trimestre de 2019 na liderança das vendas de elétricos no Brasil, obtendo o volume de 51 unidades.

Mas nem foi essa "família" que conduziu a marca representada pelo Grupo SHC à liderança do segmento, à medida que, até agora, praticamente só o modelo iEV40 começou, de fato, a ser entregue aos compradores. 


Dos 51 JAC elétricos emplacados entre outubro e dezembro de 2019, 44 unidades foram do iEV40. Só esse modelo, sozinho, já seria líder no segmento – Renault Zoe (37 unidades), Jaguar i-Pace (30), BMW i3 (22) e Nissan Leaf (10) foram os outros quatro veículos elétricos mais comercializados no país.

O resultado demonstra que a ousada estratégia da empresa estava correta. De acordo com Sergio Habib, presidente do Grupo SHC e da JAC Motors Brasil, a liderança da JAC entre os elétricos tende a aumentar significativamente neste ano. 

"Temos 82 unidades de iEV20 vendidas. Quando o primeiro lote desse modelo desembarcar no Brasil, em fevereiro, os emplacamentos devem subir rapidamente. E isso sem contar a picape iEV300P e o caminhão iEV1200T, que iniciam as vendas comerciais ainda no primeiro semestre", explica Habib.

Do total de vendas de elétricos (162 unidades) no Brasil neste último trimestre do ano, 32% foram modelos da JAC Motors, isto é, praticamente um em cada três modelos vendidos.

Grupo SHC
JAC Motors Brasil
Eduardo Pincigher
epincigher@gruposhc.com.br
(11) 3839-6248
(11) 994-649-356

Leia> Coisas de Agora

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

MARCOPOLO MÉXICO LANÇA RODOVIÁRIO VIAGGIO 950 E ADOTA NOMENCLATURA GLOBAL DA MARCA PARA SEUS PRODUTOS


Com foco em continuar ampliando sua participação no mercado mexicano e se aproximar cada vez mais de seus clientes e dos usuários dos veículos da marca, a Marcopolo México promove duas importantes ações neste mês de janeiro. A fabricante lançou hoje, dia 16, o novo Marcopolo Viaggio 950, modelo exclusivo para o mercado mexicano, desenvolvido para competir no subsegmento de Rodoviários Leves e também passou a adotar em seus produtos a nomenclatura utilizada globalmente pela empresa.

O lançamento do Viaggio 950 reforça a estratégia da empresa de, por intermédio da maior proximidade com os clientes, desenvolver produtos sob medida para atender as necessidades específicas de cada região do mercado mexicano. Produzido na planta da empresa em Monterrey, o Marcopolo Viaggio 950 é sofisticado e, ao mesmo tempo, oferece excelente TCO (Total Cost of Ownership).

Externamente, o Viaggio 950 tem design avançado e harmonioso, com conjunto ótico exclusivo, iluminação integral em LED e grade dianteira e para-choque também inéditos, desenvolvidos especialmente para o México. Na lateral, possui linhas limpas e fluidas e conta com tiara em aço inoxidável, que destaca o desenho e confere leveza e equilíbrio.

Internamente, o novo modelo recebeu elevado padrão de sofisticação e requinte, e conta com sanitário, sistema de áudio e vídeo, ar-condicionado e outros vários opcionais que se adaptam às necessidades de cada um dos clientes.

O novo Marcopolo Viaggio 950 tem capacidade para transportar de 45 a 49 passageiros e pode ser montado com qualquer marca de chassi disponível no mercado. O primeiro modelo apresentado ao mercado utiliza chassi MAN RR3 CO 19.400 e tem 12.500 mm de comprimento, 2.600 mm de largura e 3.510 mm de altura.

Padronização de nomenclatura


Também para estar alinhada à estratégia global da marca, a Marcopolo México passa, desde o início de janeiro, a adotar a mesma nomenclatura de produtos utilizada no Brasil e nos mais importantes mercados em que atua. "O México era um dos poucos mercados nos quais a Marcopolo não utilizava a nomenclatura praticada internacionalmente pela marca. Agora, ficará muito mais fácil e imediato para os clientes e usuários identificarem e reconhecerem nossos produtos para cada diferente aplicação e os seus atributos", destaca Paulo Andrade, diretor-geral da Marcopolo México.

Assim, os ônibus passam a adotar nomes já reconhecidos pelo mercado, como os rodoviários Paradiso 1800 DD, Paradiso 1600 LD, Paradiso 1350, Paradiso 1200, Paradiso 1050, Viaggio 900 e Viaggio 800. No segmento de urbanos, os modelos passaram a ser identificados por Torino, Torino Express, Torino Express LE e Viale DD Sunny, além de modelos desenvolvidos exclusivamente para o mercado mexicano, como o Mega TR e Boxer.

Foto: Mariel Esquivel

MOBIAUTO COMPRA MAIOR CLASSIFICADO DE OFICINAS DO BRASIL

Estratégia de aquisição da plataforma Sua Oficina Online amplia leque de serviços oferecidos aos consumidores de veículos, com base em tecnologia de ponta e geolocalização


A Mobiauto, uma empresa do segmento tecnológico, que tem como principal finalidade facilitar o processo de compra e venda de automóveis, acaba de fazer mais uma aquisição no mercado. Desta vez, trata-se do site Sua Oficina Online, que é o maior classificado de oficinas do Brasil. A transação foi consolidada no escritório da Mobiauto, em São Paulo (SP), onde os fundadores da Sua Oficina Online Daniel Mortoni e Victor Novak se encontraram com o CEO da Mobiauto Sant Clair de Castro Junior para acertar os últimos detalhes da negociação. 

e/d: Guilherme Braga e Sant Clair (Mobiauto), Victor Novak, Daniel Mortoni, Hermes Augusto e Rodrigo Zuini (Sua Oficina)

Reconhecida pelo notável e rápido crescimento, com apenas seis meses no ar, a Mobiauto conta com mais de 140 mil carros anunciados em sua página de classificados. Além de Tabela Fipe e Catálogo 0Km, o portal possui também Revista Online com avaliações, comparativos, lançamentos e curiosidades do mundo automotivo, para auxiliar o consumidor na decisão de compra.

Já o Sua Oficina Online é o maior portal de Classificados de oficinas do Brasil, que usa a tecnologia para alcançar o objetivo de tornar mais fácil a vida do dono do veículo na hora de contratar um serviço de reparo ou manutenção automotiva. Na plataforma é possível encontrar as oficinas mais bem avaliadas localizadas próximas aos clientes, e inclusive realizar a comparação de preços e diagnóstico online para que o consumidor consiga escolher a que melhor lhe atende no preço também. Com isso, o portal tem mais de 300 mil acessos mensais, mais de 50 mil oficinas catalogadas e recebe cerca de 3 mil pedidos de orçamentos através de seu site por mês.

Negócio fechado


As duas empresas têm muitas coisas em comum e uma delas é ter a tecnologia como principal ferramenta de trabalho. Afinal, é através dela que a Mobiauto conecta quem quer vender com quem busca comprar, e a Sua Oficina Online aproxima quem oferece serviços mecânicos de quem precisa deles. Foi através dessa sinergia, que surgiu o interesse da Mobiauto em comprar a plataforma Sua Oficina. 

A Sua Oficina Online já havia recebido algumas propostas, mas foi a oferta da Mobiauto que lhe pareceu mais interessante, não só pelo valor, mas principalmente pela continuidade que o portal teria. “A escolha da Mobiauto nesse processo foi a afinidade por ambas empresas serem digitais e com foco em utilização das mais modernas tecnologias do mercado”, conta um dos fundadores da Sua Oficina, Daniel Mortoni, 29. “Isso fará o negócio continuar crescendo e levará a plataforma Sua Oficina Online para o próximo nível de maturidade”, complementa outro fundador, Victor Novak, 30.

Estratégia


Com a aquisição, a Mobiauto pretende expandir a atuação da Sua Oficina Online em todo Brasil e usar o modelo de negócio no exterior, principalmente na América Latina. Um dos projetos é investir em novas tecnologias para gerar ainda mais engajamento dos usuários de oficinas e dos profissionais que atuam no setor de manutenção de automóveis.

“Estamos nos posicionando como uma empresa de serviços de tecnologia no setor automotivo que, além de promover ferramentas para facilitar a compra e venda de automóveis, também passa a atuar como um canal que oferece uma grande quantidade de serviços de uma rede qualificada de oficinas”, destaca Sant Clair de Castro, 41, CEO da Mobiauto.

Segundo ele, a estratégia de adquirir a plataforma Sua Oficina Online está totalmente alinhada com o objetivo de promover diferentes serviços para os consumidores de veículos, conseguindo ajudar o usuário de automóvel em todos processos. “Nós já tínhamos serviços para quem está em busca de um veículo, agora com a compra da Sua Oficina Online poderemos auxiliar também em processos de manutenção, revisão e reparo dos proprietários de carros”.O CEO ainda completa: “A Mobiauto tem como objetivo criar e comercializar produtos que melhorem a vida das pessoas no que diz respeito à mobilidade”.

Fundada em 2019, a Mobiauto é uma plataforma online que promove de forma inteligente e prática a relação de compra e venda de automóveis no Brasil. O site conta com um visual clean, que permite a busca dos anúncios por marca, modelo e geolocalização, indicando as ofertas mais próximas ao cliente. Com uma média de 140 mil carros anunciados, entre usados, seminovos e novos, o site possibilita uma simulação de financiamento. Também disponibiliza consulta à tabela FIPE atualizada e a um catálogo de automóveis, que traz informações técnicas de todas as marcas e modelos.

VAN ET3 BYD 100% ELÉTRICA É ADAPTADA PARA TÁXIS E RECEBE ENCOMENDA DE 200 UNIDADES NA INDONÉSIA


A empresa operadora líder de táxi na Indonésia, a Blue Bird Tbk, que opera mais de 30.000 veículos, encomendou à BYD 200 vans eT3, que serão adaptadas para 7 passageiros e serão utilizadas como táxis na cidade de Jacarta e Bali, ambas na Indonésia. Na Índia, a empresa ETO Motors se associou à BYD e fez um pedido de 50 vans do mesmo modelo e tem planos de adquirir mais 4 mil até o final de 2020. No segundo semestre de 2019, a BYD Brasil anunciou um sistema novo de locação voltado para as vans eT3 em uma parceria inédita com a empresa KWfleet. A iniciativa introduziu no mercado brasileiro 150 vans para diversas empresas, em distintas operações de entregas urbanas.

A PT Blue Bird Tbk já opera em Jacarta, na Indonésia, com 25 táxis do modelo BYD e6, que já percorreram mais de 2 milhões de quilômetros. As vans encomendadas serão operadas como táxis e espera-se que sua implantação economize mais de 3,5 milhões de litros de combustível por ano, o que poderia ajudar a reduzir as emissões de dióxido de carbono da Indonésia em 8.290 toneladas.

Na índia, a iniciativa da ETO Motors de encomendar 50 vans e introduzir mais 4 mil veículos apenas em 2020 está alinhada com o propósito da empresa de impulsionar a mobilidade limpa no País, do primeiro ao último quilômetro rodado. O CEO da empresa, Biju Mathews, declarou que a compra dos veículos elétricos de carga ajudará a empresa a atender às necessidades logísticas da cadeia de suprimentos sustentável dos varejistas.

No Brasil a BYD e a KWfleet implementam novo modelo de negócio 20% mais produtivo



O sistema de locação brasileiro modelado em parceria entre a BYD e a empresa KWfleet é baseado na locação de frotas e engloba todas as etapas e custos da operação, tais como:  geração da energia, abastecimento, capacitação do motorista, manutenção e otimização das frotas. Todo este pacote faz com que a locação das frotas elétricas fique 20% mais produtiva que a de um veículo a combustão. Alguns fatores contribuem para este índice ousado, como a previsibilidade dos custos (não estando submetida a variação do preço do combustível); a isenção do sistema de rodízio (SP); a baixíssima demanda por manutenção e, acima de tudo, o custo de abastecimento equivalente a apenas 18% de um similar a diesel.

No Brasil já estão disponíveis dentro deste sistema de locação 150 vans BYD eT3 e-delivery de entregas urbanas. A energia para o abastecimento dos carros virá, já a partir deste ano, de uma fazenda de geração de energia fotovoltaica da GD Solar, que possui uma JV (Joint Venture) com a KWfleet.  Com isso, para a KWfleet, o custo com o abastecimento de sua frota equivale a apenas 18% do gasto que teria com um similar a diesel. A economia com o gasto no abastecimento dos elétricos vem chamando a atenção do mercado: equivale, em média, a ¼ do valor gasto com um veículo a combustão.

Fayal Comunicação

Leia> Coisas de Agora

NOVOS MODELOS 718 GTS 4.0: PRAZER AO DIRIGIR PARA TODOS OS SENTIDOS

A Porsche está acrescentando dois novos modelos diferenciados e com altas especificações à sua gama de carros esportivos com motor central: o 718 Cayman GTS 4.0 e o 718 Boxster GTS 4.0


Os novos bipostos são impulsionados pelo mesmo motor boxer de seis cilindros com quatro litros e 294 kW (400 cv) já utilizado no 718 Spyder e no 718 Cayman GT4. A combinação desse motor com a transmissão manual de seis velocidades e o sistema de escapamento esportivo resulta numa excepcional entrega de potência e numa experiência de condução especialmente agradável. Ele alcança a velocidade de 100 km/h partindo da imobilidade em 4,5 segundos e atinge uma máxima de 293 km/h. Graças à suspensão Porsche Active Suspension Management (PASM - gerenciamento da suspensão) de série, assim como uma altura do chassi 20 milímetros menor e o sistema Porsche Torque Vectoring (PTV - vetoreamento de torque) com diferencial traseiro com deslizamento limitado, a nova geração do GTS oferece um marcante equilíbrio entre o dinamismo de condução e o conforto para o dia-a-dia. O pacote Sport Chrono de série, com o aplicativo Porsche Track Precision App aperfeiçoado, também reforça a personalidade atlética dos carros esportivos com motor central. Elementos de design contrastantes em preto e um interior em Alcantara escuro geram alguns dos destaques dos modelos GTS.

O 718 Cayman GTS 4.0 estará disponível na Alemanha, incluindo equipamento específico para o país e 19% de VAT (imposto sobre valor agregado), pelo preço de € 81.926.

€ 83.949 é quanto custará  o 718 Boxster GTS 4.0 custará € 83.949. Ambos os modelos estarão nas concessionárias alemãs a partir do final de março de 2020.

Assim como o 718 Spyder e o 718 Cayman GT4, o poderoso motor de quatro litros se caracteriza por sua excepcional eficiência. O controle adaptativo dos cilindros, que desliga alternadamente uma das duas bancadas de cilindros em baixas solicitações, a injeção direta de combustível com injetores piezoelétricos e um sistema de válvulas de admissão variável também contribuem para a eficiência do carro. O motor GTS também impressiona por suas reservas de força superiores e características de resposta imediatas. Ele gira sem esforço a até 7.800 rpm e, graças ao sistema de escapamento esportivo com controle dinâmico de amortecimento de série, também desfruta das vantagens acústicas da rica sonoridade do motor boxer de seis cilindros. Os modelos 718 GTS 4.0 adotam o mesmo sistema de escapamento com filtro de partículas da gasolina integrado que o 718 Spyder e o 718 Cayman GT4. Com seu design tipo sela, ele cria espaço para a seção traseira inferior em preto contrastante, que foi especialmente desenvolvida para os modelos GTS.

Com uma dirigibilidade excepcionalmente precisa, ágil direção e capacidade de respostas nas curvas, o chassi também promete uma empolgante experiência de direção. Ele combina a dirigibilidade dinâmica com um conforto de suspensão adequado ao uso cotidiano. O sistema Porsche Active Suspension Management (PASM - Gerenciamento Ativo da Suspensão) faz parte do equipamento de série. Ele complementa o chassi, que foi rebaixado de série em 20 milímetros. Opcionalmente, a suspensão esportiva PASM pode rebaixar a carroceria em apenas 10 milímetros. Outros equipamentos de série incluem componentes voltados ao desempenho, como o Porsche Stability Management (PSM - Gerenciamento de Estabilidade), com o modo PSM Sport selecionável em separado, o pacote Sport Chrono, incluindo o aplicativo Porsche Track Precision App aperfeiçoado, o Porsche Active Drivetrain Mounts (PADM – coxins do trem de força ativos) e o Porsche Torque Vectoring (PADM) com diferencial traseiro com limitação mecânica de deslizamento.

Os carros esportivos com motor central são equipados com rodas de liga leve em Preto Brilhante Acetinado. Pneus de alta performance (235/35 ZR 20 na frente e 265/35 ZR 20 na traseira) emolduram o sistema aperfeiçoado de freios, que traz discos perfurados e pinças vermelhas. O Porsche Ceramic Composite Brake (PCCB - freio de composto de cerâmica) é disponibilizado como opção.

Detalhes contrastantes escuros refletem o status especialmente esportivo dos carros GTS, aplicados à lâmina do defletor, a entrada de ar totalmente negra da saia dianteira Sport Design, as lentes dos faróis de neblina dianteiros, as lentes das lanternas traseiras e o para-choques traseiro redesenhado mais baixo.

No interior, o uso de Alcantara escuro cria um ambiente esportivo e elegante. O material é aplicado nos painéis centrais dos bancos Sport Seats Plus de série, assim como no aro do volante, console central, alavanca do câmbio e nos apoios de braço das duas portas. No 718 Cayman GTS 4.0, ele também cobre as colunas A e o forro do teto. O pacote interior opcional GTS acrescenta uma outra cor: é possível escolher entre Vermelho Carmim ou Giz. Ela ressalta o conta-giros, cintos de segurança, todas as costuras decorativas, incluindo o emblema GTS bordado nos apoios de cabeça e a identificação Porsche nos tapetes do assoalho com bordas pretas. Os elementos de acabamento, assim como o friso do console central, são feitos de carbono.

Os modelos 718 GTS 4.0 vêm de série com o Porsche Communication Management (PCM - Gerenciamento de Comunicações) com uma tela de toque de alta resolução com sete polegadas e o pacote Sport Chrono, incluindo o aplicativo Track Precision App. O aplicativo para smartfones, que se origina do automobilismo esportivo, mostra dados relacionados ao desempenho no display PCM quando o carro é utilizado na pista de corrida e os registra para análise posterior. O módulo de navegação online com informações de trânsito em tempo real e o Porsche Connect são oferecidos como opções, assim como o BOSE Surround Sound System e o Burmester High-End Surround Sound System.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

KIA MOTORS ANUNCIA PREÇOS DO HATCH RIO


A Kia Motors do Brasil anunciou nesta quarta-feira (15) os preços das versões LX e EX do hatch RIO, que será lançado oficialmente no mercado interno na próxima semana, respectivamente de R$ 69.990,00 e R$ 78.990,00. Ambas as versões vêm com motor 1.6 litros, flex, capaz de desenvolver 123 cv (gasolina) e 130 cv de potência (etanol) e transmissão automática de seis velocidades.

Em sua quarta geração, o KIA RIO é um dos produtos mais vendidos da história da montadora sul-coreana, com mais 6,7 milhões de unidades comercializadas em todo o mundo a partir do ano de 2000.

Duas versões

A versão LX, vem equipada com sistema multimídia, com tela de 7" sensível ao toque e conectividade com smartphones, por meio do Android Auto™ e do Apple CarPlay®, ajuste elétrico dos retrovisores, câmera de ré, volante multifuncional com controles de chamada e do sistema de som, Bluetooth com reconhecimento de voz, sensor de monitoramento de pressão dos pneus (TPMS), assistente de partida em rampa (HAC), controles de tração (TCS) e de estabilidade (ESC), rodas de liga leve 15", faróis de neblina, ajuste de altura do banco do motorista, vidros elétricos, controle remoto de acesso na chave e ar-condicionado manual.

A versão EX, vem com todos os equipamentos da LX com conforto e segurança reforçados por itens como: grade dianteira com acabamento black piano, volante de direção, alavanca de câmbio e bancos revestidos de couro, DRL – Daytime Running Light (em LED), faróis halógenos, auto cruise control, ar-condicionado digital e retrovisores com rebatimento e setas integradas.


Assim como toda a linha de passeio da Kia Motors, o hatch contará com 5 anos de garantia ou 100 mil km, uma das maiores oferecidas no País. Fabricado no México, o KIA RIO chegará à rede autorizada de concessionárias da marca na segunda quinzena deste mês.

LINHA SPRINTER ATINGE O MELHOR RESULTADO DA HISTÓRIA NO SEGMENTO DE LARGE VANS


A Mercedes-Benz garantiu o melhor resultado da história no segmento de Large Vans (3,5 a 5 toneladas). Com 11.460 unidades emplacadas, entre Vans, Furgões e Chassis com Cabina, a Empresa conquistou 35% de participação de mercado em 2019, volume 38% maior em relação ao ano anterior.

Em 2019, a Linha Sprinter cresceu em todos os segmentos de sua atuação. A marca encerrou o ano liderando as vendas de vans de passageiros, com 5.860 unidades emplacadas e 48% de participação, obtendo 37% de crescimento nas vendas em comparação com 2018.

No segmento de furgões, são 4.130 modelos vendidos no acumulado do ano e 34% de market share, resultando em 35% de aumento nas vendas. No caso dos chassis, foram vendidas 1.460 unidades, garantindo 17% de participação, o que representa um aumento de 50% em comparação ao ano passado.

“A Sprinter já se consolidou no País pela numerosa oferta de soluções de mobilidade para pessoas e cargas. A partir de 2020, com a Nova Sprinter, iremos oferecer ainda mais vantagens para os nossos clientes”, destaca Jefferson Ferrarez, diretor geral de Vans da Mercedes-Benz do Brasil. “Com sua agilidade e conforto de dirigibilidade, a Sprinter é ideal para entregas rápidas nos centros urbanos, cada vez mais congestionados. A Sprinter assegura facilidade dentro dessa complexidade, circulando com desenvoltura, robustez e versatilidade em todas as situações, seja nas vias centrais, no interior dos bairros, ladeiras e também nas curtas distâncias”.

Além de atender frotistas e autônomos, a Mercedes-Benz tem se aproximado cada vez mais dos empreendedores, levando a eficiência e a versatilidade da Sprinter para uma série de aplicações, ajudando o cliente a obter o menor custo operacional em sua atividade de transporte, visando a rentabilidade desejada e o sucesso em seus negócios.

“O empreendedorismo tem avançado muito no Brasil, ajudando a economia a crescer, e a Mercedes-Benz, com a linha Sprinter, sempre está ao lado de quem movimenta o País. Nesse sentido, intensificamos a parceria com as empresas implementadoras, buscando oferecer soluções ideais para cada aplicação do mercado, com a qualidade e a confiabilidade típicas da marca”, diz Jefferson Ferrarez.

Mercedes-Benz do Brasil

Leia> Coisas de Agora

RENAULT DO BRASIL RECEBE RECONHECIMENTO DO FÓRUM ECONÔMICO MUNDIAL

Nesta quarta-feira (15), o Complexo Ayrton Senna, que abriga as quatro fábricas da Renault do Brasil foi reconhecido pelo Fórum Econômico Mundial (WEF) como “Advanced 4th Industrial Revolution (4IR) Lighthouse” – “Farol da 4ª Revolução Industrial Avançada”, por ser uma planta referência em ações envolvendo a indústria 4.0. O reconhecimento se deve à capacidade de adotar e escalar tecnologias, gerando impacto positivo para a indústria.



Com este resultado, a empresa passa a fazer parte da “Global Lighthouse Network”, comunidade gerida pelo Fórum Econômico Mundial que reúne as indústrias referência em tecnologia 4.0 no mundo, buscando transformar fábricas e modelos de negócio trazendo retorno financeiro e operacional.

“Este reconhecimento nos enche de orgulho e nos dá confiança para continuar inovando. Nosso investimento no desenvolvimento de soluções da indústria 4.0 visa tornar o dia a dia mais ágil e fácil, seja para os nossos colaboradores ou para o cliente final”, comenta Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

Um dos fatores predominantes para a conquista deste reconhecimento foi a utilização de tecnologias e processos digitais desde o início da produção dos veículos até o processo de venda, contemplando diversas etapas do negócio, incluindo a contratação de colaboradores para a companhia e o treinamento e capacitação desses profissionais.

Para atingir esse objetivo, a Renault conta com uma força de trabalho conectada, que atua com dados em tempo real. Mais de 700 colaboradores da Renault já passaram por treinamentos de metodologia ágil, auxiliando no desenvolvimento de uma cultura de inovação.

Contratações e Treinamentos


Atualmente, os processos de contratação na Renault do Brasil são geridos por meio da plataforma Kenoby, que permite o armazenamento de currículos para futura visualização, além de otimizar o uso das informações e acelerar o processo de inscrição.

A empresa também oferta diversos treinamentos para os colaboradores. Na área da carroceria, a Renault realiza a capacitação dos profissionais utilizando óculos de realidade virtual com imersão 3D que permite ao operador a realização dos procedimentos que serão executados na linha de produção em um ambiente simulado e, consequentemente, 100% seguro.

Processo Produtivo


O processo produtivo está repleto de tecnologias que facilitam e aceleram o dia a dia de produção. A reposição de peças e transporte de ferramentas nas fábricas da Renault no Brasil são realizadas, em sua grande maioria, por AGVs - Automatic Guided Vehicles – Veículos Guiados Automaticamente, com rotas programadas e controladas que garantem a chegada de peças e materiais aos destinos corretos garantindo a programação das plantas produtivas. Atualmente, são mais de 230 AGVs circulando pelas quatro fábricas do Complexo.

Na linha de produção, também é possível encontrar diversas configurações de robôs. Existem os colaborativos, que trabalham em ações específicas do processo produtivo e auxiliam o operador em trabalhos menos ergonômicos ou que exigiriam muita força braçal. Além destes, existem robôs de maior porte, que atuam principalmente no procedimento de solda, na área de carroceria e garantem dinamismo e velocidade ao processo produtivo.

Os supervisores e chefes de produção da Renault do Brasil possuem um tablet que permite a visualização clara do fluxo produtivo, garantindo o acompanhamento em tempo real e aumentando a capacidade reativa para qualquer problema ou situação envolvendo a linha de produção. A ferramenta também otimiza o armazenamento e a consolidação de dados que posteriormente são utilizados para melhorar processos e está conectada à área comercial e de supply chain. Ao todo, já são mais de 200 profissionais conectados utilizando tablets.

Outra tecnologia que garante segurança e confiança para os clientes Renault é o RFID - Radio Frequency Identification, que permite a visualização da localização e o rastreio de todos os veículos que são produzidos na fábrica até chegarem nas concessionárias ou no porto para transporte. Com o uso da tecnologia, a Renault conseguiu reduzir em cerca de 30% o tempo de expedição dos veículos.

Comercialização de Veículos


Para comercializar os veículos produzidos no Complexo Ayrton Senna, a Renault possui uma plataforma completa que agrega todas as etapas da aquisição de um automóvel, incluindo financiamento, pré-avaliação do usado e pagamento por boleto, somando comodidade e praticidade aos clientes que desejam adquirir um Renault. O endereço da plataforma é loja.renault.com.br e estão disponíveis para compra on-line os modelos: Kwid, Sandero, Stepway e Logan. Com acesso por celulares, tablets ou desktops, a plataforma é pensada para o consumidor brasileiro: cada vez mais conectado e que busca soluções digitais para resolver suas necessidades com rapidez, segurança e transparência.

Ecossistema de Inovação


Para continuar inovando e buscando novas soluções, a Renault implementou um ecossistema de inovação, com presença em hubs, universidades e centros acadêmicos. Já são sete ambientes, sendo cinco deles inaugurados em 2019. Fazem parte do ecossistema de inovação da Renault: Renault LAB no Cubo Itaú, em São Paulo, Renault LAB no Sistema FIEP, na Universidade Positivo, FAE e UFPR em Curitiba, Creative LAB no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais, e America Digital Hub, em São Paulo.

O America Digital Hub, por exemplo, é focado no desenvolvimento e aceleração de projetos digitais. Já o Creative Lab desenvolve diversos projetos para a linha de produção. Com as impressoras 3D, o espaço produz protótipos para testes e até equipamentos que podem ser utilizados durante o processo produtivo, o que reduz custo e tempo para a companhia, pois os processos estão acontecendo dentro da organização, sem depender de terceiros.

No Brasil, a Renault fabrica automóveis há mais de 20 anos e conta com 7.300 colaboradores. Inaugurado em 1998, o Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais, abriga as quatro fábricas do grupo no país: a CVP (Curitiba Veículos de Passeio), a CMO (Curitiba Motores), a CVU (Curitiba Veículos Utilitários) e a CIA (Curitiba Injeção de Alumínio). Ao longo de duas décadas, a marca já produziu mais de 3 milhões de veículos e 4 milhões de motores no país. No Complexo, está localizado o RTA – Renault Tecnologia Américas, centro de engenharia que conta com mais de mil profissionais que ajudam a desenvolver produtos voltados ao mercado latino-americano. O Brasil também possui um dos cinco centros de design da Renault no mundo, o São Paulo Design Center, localizado na capital paulista.

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

MERCEDES-BENZ OF 1721 É O ÔNIBUS MAIS VENDIDO DO BRASIL PELO SÉTIMO ANO SEGUIDO

Pelo sétimo ano consecutivo, o chassi OF 1721 da Mercedes-Benz é o ônibus mais vendido do Brasil. No volume total de 2019, foram 3.533 unidades emplacadas, um crescimento de cerca de 23% sobre as 2.875 comercializadas em 2018.



“O OF 1721 reafirma assim a sua posição de best-seller do mercado brasileiro, com sete anos de ampla preferência dos clientes. Somente o OF 1721 respondeu por cerca de 17% de todo o volume de ônibus comercializado em 2019 no País, que superou as 20.700 unidades no segmento acima de 8 toneladas de PBT, considerando todas as marcas e modelos de urbanos e rodoviários”, diz Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Com isso, o OF 1721 contribui de forma importante para nossa expressiva participação de 76% nas vendas de ônibus urbanos, o que reforça a liderança absoluta da marca nesse segmento”.

De acordo com o executivo, as renovações e ampliações de frota puxaram as vendas do OF 1721 em 2019, principalmente para o transporte coletivo urbano de grandes capitais, como em Curitiba e no Rio de Janeiro.

A preferência dos clientes pelo OF 1721 deve-se a diferenciais amplamente reconhecidos no mercado, como alta performance, menor consumo de combustível do segmento, baixo custo operacional, ampla disponibilidade e confiabilidade no transporte de passageiros, alto valor de revenda e rede de concessionários dedicada, onde o cliente tem facilidade de encontrar peças de reposição.

OF 1721 oferece opções de suspensão metálica ou pneumática



O chassi OF 1721 se destaca no transporte urbano de passageiros, e também ao atender as demandas de clientes que atuam com fretamento contínuo, como o transporte de funcionários, e fretamento eventual, em caso de grupos de turistas, além de transporte rodoviário de curtas distâncias. Nestes casos, os veículos recebem carroçarias de ônibus rodoviário, proporcionando mais conforto e bem-estar a bordo.

Desenvolvido para receber carroçarias de até 13,2 metros, o OF-1721 vem equipado com o motor eletrônico OM-924 LA de 4 cilindros, que oferece potência de 208 cv a 2.200 rpm e torque de 780 Nm de 1.200 a 1.600 rpm. Este motor é referência pela economia no consumo de combustível e por um alto torque em baixas rotações.

Além da tradicional configuração com suspensão metálica, o OF 1721 é oferecido também com suspensão pneumática, aumentando a satisfação dos passageiros e do motorista em relação à comodidade do veículo.

Entre os itens de série do OF 1721 incluem-se exclusivo freio-motor Top Brake, sistema de freio ABS, caixa de mudanças G 85 de 6 marchas com radiador de óleo, polia adicional para ar condicionado e conexão para extração de dados de telemetria (FMS). A lista de opcionais conta com itens como tacógrafo digital e retarder.

O OF 1721 também vem equipado, de série, com o EIS – sistema de desligamento automático do motor. Se o ônibus está parado, porém com motor ligado, câmbio no ponto morto e freio de mão acionado, numa situação que perdure por um longo período – por exemplo, 4 minutos – sem que o motorista acelere o veículo ou acione o freio de serviço, o sistema entra em ação e automaticamente desliga o motor.

Esta é uma situação bastante comum em garagens, rodoviárias, terminais urbanos e pontos de parada. Nessas circunstâncias, o EIS desliga sozinho, proporcionando economia no consumo de combustível, além de reduzir as emissões de poluentes e de ruídos. Esta solução acaba por contribuir para a conscientização do motorista quanto à necessidade de se desligar o motor se o veículo ficar parado por um tempo prolongado.

Mercedes-Benz é líder absoluta nas vendas de ônibus


Em 2019, a Mercedes-Benz manteve sua tradicional liderança nas vendas de ônibus no Brasil. No acumulado do ano, a marca emplacou 11.150 unidades, volume 50% superior às 7.460 unidades do mesmo período de 2018. Com isso, conquistou 54% de participação de mercado no segmento acima de 8 toneladas de PBT – peso bruto total.

“As renovações e as ampliações de frotas do transporte coletivo urbano puxaram as vendas do setor em 2019”, explica Walter Barbosa. “Vale destacar o emplacamento de 6.723 ônibus da marca neste segmento, alcançando a liderança em urbanos com 76% de market share. Esse volume de vendas é 45% maior em relação às 4.636 unidades do ano passado”.

No segmento rodoviário, o primeiro lugar da Mercedes-Benz foi consolidado com 54% de participação de mercado, com o emplacamento de 2.024 unidades e crescimento de 12% no volume de vendas frente às 1.805 unidades do mesmo período de 2018.

Mercedes-Benz do Brasil

Leia> Coisas de Agora

TRUCKVAN REFORÇA SUA ATUAÇÃO NO SEGMENTO DE IMPLEMENTOS RODOVIÁRIOS PESADOS E BATE RECORDE DE FATURAMENTO


Em abril de 2018, a Truckvan, maior fabricante de soluções sobre rodas do Brasil, adotou uma estratégia ousada e unificou as suas três fábricas, mudando, com 100% de sua operação, para uma planta de 60 mil mts², com 20 mil mts² de área construída, localizada na Rodovia Presidente Dutra, no bairro de Bonsucesso, em Guarulhos (SP). 

Com um ganho significativo em estrutura, produtividade, agilidade e sinergia entre os departamentos, a empresa decidiu reforçar sua atuação no segmento de Implementos Rodoviários Pesados e fechou 2019 com recorde de faturamento: R$ 148 milhões, crescimento de 49% em comparação com o ano anterior, quando encerrou com R$ 99 milhões.

"Aproveitando nossa expertise na fabricação de unidades móveis especiais, resolvemos focar nosso olhar para o segmento de transportes pesados até mesmo pelo fato de ter uma demanda recorrente e o mercado necessitar de mais players competentes, que têm capacidade para oferecer produtos com mais qualidade, tecnologia, segurança e acabamentos diferenciados", afirma Alcides Braga, presidente da Truckvan.

Destaque para produção de 829 implementos sobre chassis, sendo 390 Carrocerias para Transporte de Bebidas, ratificando a posição da Truckvan entre os líderes desse nicho. A companhia tem se tornado também uma importante fornecedora de Semirreboque, Bitrem e Rodotrem Sider, Furgão, Carga Seca, Piso Móvel e Transporte de Valores.

Outro fator que colaborou com o expressivo resultado de 2019 foi a mudança de estratégia em relação à participação na Fenatran - Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga. Diferentemente de outras edições em que priorizou reforçar sua imagem de liderança e referência nacional em Unidades Móveis Especiais, a Truckvan investiu na venda direta de implementos e teve êxito em muitos negócios.

A Truckvan também aproveitou a Feira para lançar o Semirreboque Inloader de 3 eixos para transporte de vidro.

"Tivemos uma aceitação muito positiva na Fenatran e os resultados já começaram a aparecer, tanto com clientes como com os interessados em distribuir nossos produtos no Brasil e exterior", reforça Luiz Carlos Cunha Junior, diretor comercial da Truckvan.

Para 2020, a Truckvan tem a expectativa de crescer na faixa de 30% e espera resultados ainda mais expressivos nos próximos anos.

"Ainda no primeiro semestre de 2020, iremos lançar a nossa linha de Porta Container e Graneleiro", finaliza Junior.

Fundada em 20 de janeiro de 1992 por Alcides Braga e Flavio Santilli, a Truckvan é a maior fabricante de Unidades Móveis do Brasil e referência em Implementos Rodoviários para o segmento de pesados. A empresa também possui um amplo portfólio de produtos para locação e atua na área de soluções para proteção de dados e Tecnologia da Informação. A companhia conta com mais de 400 funcionários e está localizada em uma planta de 60 mil m² de área útil na Rodovia Presidente Dutra, no bairro de Bonsucesso, em Guarulhos.

Truckvan

CORPO DE BOMBEIROS MILITARES DO RIO GRANDE DO SUL PROMOVE TREINAMENTO DE SALVAMENTO VEICULAR NA MARCOPOLO


Com foco em colaborar com a elevação ainda maior dos padrões de segurança no transporte de passageiros e criar protocolos para atendimento de acidentes rodoviários, o Corpo de Bombeiros Militares do Rio Grande do Sul, com o apoio da Marcopolo, promoverá nesta quarta-feira (15) e quinta-feira (16) treinamentos de Salvamento Veicular. A ação inédita envolve a montagem de um espaço especial para o Treinamento da Brigada de Emergência.

O treinamento será realizado na unidade San Marino, em Caxias do Sul, e simulará o resgate de vítimas contemplando diversos cenários de acidentes. Para isso, os trabalhos envolverão cerca de 30 profissionais, incluindo a equipe de apoio, e incluirão o tombamento de veículos e simulações de desencarceramento de vítimas onde se faz necessário o recorte de estruturas e carroceria, além da remoção de portas, janelas, para-brisas, bancos, escotilhas, painéis e lataria.

Segundo o gerente de Segurança do Trabalho da Marcopolo, Luiz Fernando Souza dos Santos, a participação da empresa demonstra o seu comprometimento no atendimento a emergências e com a segurança dos passageiros. "Outro aspecto importante é que os dados coletados durante o treinamento serão compartilhados e usados para elaboração de procedimento técnico de salvamento veicular servindo como fonte de consulta e orientação prática para equipes de emergência no âmbito nacional", enfatiza.

Marcopolo
Secco Consultoria de Comunicação

Leia> Coisas de Agora

CONVERSA DE PISTA.
Por Wagner Gonzalez*

CATEGORIAS PEGAM CARONA NA FOLGA DA F-1

Endurance, F-E, Rally-raids e Tasman Cup movimentam o esporte no fim de semana


Africa Eco Race é disputado na África como alternativa ao rally Dakar. Foto: NDP.

O longo período de entressafra que a F-1 vive desde a temporada que terminou em Abu Dhabi e a que vai começar em Melbourne abriu espaço para que várias categorias e eventos ganhassem protagonismo na mídia especializada. O universo das provas de Endurance e Rally-Raids, por exemplo, chega a ter eventos paralelos disputando a mesma clientela em diferentes partes do mundo, enquanto monopostos se espalham pela América do Sul e pela Oceania, neste caso para pilotos em diferentes estágios de suas carreiras.

Brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin são destaques no Rally Dakar. Foto: Marian Chytka.

Maior evento mundial em termos de duração e regularidade de edições, o Rally Dakar (focalizado na edição passada desta coluna), desde 2009 acontece longe de suas origens, o trajeto entre Paris e a capital do Senegal. Este ano, abre um novo capítulo em sua história e tem como cenário o deserto da Arábia Saudita; tais mudanças jamais conseguiram conquistar a essência do evento criado em 1979 por Thierry Sabine. Assim, um grupo de entusiastas franceses decidiu criar o rally Africa Eco Race, com início na Europa (já houve largadas em Lisboa, Mônaco, Marselha e outras cidades francesas e término na capital senegalesa às margens do Atlântico oriental.

Solidariedade na Africa: Pierre e Guy Cellerie rebocam o buggy do concorrente Yves Fromont.Foto: NDP.

Com um viés que explora a sustentabilidade e promove o aproveitamento de mão de obra local para serviços de apoio, como montagem e desmontagem dos bivouacs e processamento de materiais recicláveis, os promotores do Africa Eco Race incentivam o uso de painéis solares nos veículos que participam da prova, seja competindo ou atuando como transportando oficiais da prova. Além disso garantem que todo óleo lubrificante descartado dos carros nas 12 etapas disputadas entre os dias 7 e 19 deste mês é coletado e enviado para a França para reciclagem.

Dunas africanas cobram preço alto dos concorrentes a caminho de Dakar. Foto: NDP.

Os franceses Jean-Louis Schlesser (famoso nestas bandas pelo acidente que tirou Ayrton Senna da liderança do GP da Itália de 1988) e René Metge, nomes consagrados no rally raid mundial, são os responsáveis pela ideia, que privilegia o mínimo de quilometragem em deslocamentos e o máximo em competição. Uma boa pitada de provocação é notada no material de divulgação da prova, onde se lê que "existe somente uma Dakar e ela é a capital do Senegal, país situado na África".

Deserto do Marrocos é parte do longo caminho rumo ao Senegal. Foto: NDP.

Outro mercado com demanda crescente é o que reúne as provas de Endurance e de carros GT. No último fim de semana os promotores das 24 Horas de Daytona realizaram o "Roar", uma sessão de treinos onde os tempos registrados determinam a ordem de ocupação das garagens do tradicional circuito da Flórida. Em puro marquetes, uma forma de dar a esse treino livre algum valor agreagado. Nos mesmos dias a Asian Le Mans Series teve sua segunda etapa realizada em Tailem Bend, longo traçado de 7,7 km localizado a 100 km de Adelaide, agradável cidade que nos anos 1980/90 recebeu o GP da Áustralia de F-1.

Na Austrália, Marcos Gomes foi segundo em busca de vaga para as 24 Horas de Le Mans. Foto: Asian Le Mans Series.

O brasileiro Marcos Gomes participou dessa prova e terminou em segundo lugar na categoria GT a bordo do Ferrari que compartiu com o italiano Davide Rigon e o australiano Liam Talbot. Gomes deverá disputar as etapas de Sepang (Malásia) e Buriram (Tailândia), que acontecem respectivamente nos fins de semana de 15 e 23 de fevereiro; o objetivo brasileiro e da equipe HubAuto Racing, é conseguir uma vaga para disputar as 24 Horas de Le Mans deste ano.

Mercedes AMG GT3 de 2016 derrotou modelo 2019 na disputa das 24 Horas de Dubai . Foto: Creventic.

No mesmo fim de semana aconteceram as 24 Horas de Dubai, etapa do calendário da Creventic, empresa holandesa que há 13 anos iniciou a promoção de um calendário que hoje tem provas nos Estados Unidos (Cota), Europa (Barcelona, Imola, Monza, Paul Ricard, Portimão e Spa) e Oriente Médio (Dubai). Quatro delas – Espanha, Portugal, Estados Unidos e Emirados Árabes Unidos – são as mais longas e duram 24 horas; ironicamente a etapa de Dubai foi finalizada com 15 horas por causa de chuvas tão fortes quanto inesperadas e que alagaram Dubai e boa parte do circuito. A vitória ficou com o Mercedes AMG GT3 2016 de Khaled Al Qubasi (UAE) Ben Barker (UK), Hupert Haupt (D), Manuel Metzger (D) e Jeroen Bleekemolen (NL).

Caio Collet, destaque na F-Renault 2.0 em 2019, corre na Nova Zelândia. Foto: TRS Series.

No universo dos monopostos os pilotos mais jovens concentram atenções na Castrol Toyota Racing Series, campeonato cujas origens remetem à Copa Tasmaniana, torneio disputado nos anos 1960/70 cuja importância podia ser medida pelos pilotos e equipes participantes: boa parte da lista de inscritos era composta por nomes em destaque na F-1 da época. Brabham, Ferrari e Lotus chegavam a construir carros especialmente para essa série.

Carros da Toyota Racing Series usam chassis Tatuus FT40 equipados com motor Toyota 2.0 de 270 cv. Foto: TRS.

Mais recentemente as circunstâncias foram alterando as características do campeonato atualmente disputado com carros da F-3 regional equipados com motores Toyota. A primeira prova desta temporada - que terá cinco etapas nos traçados neozelandeses de Highlands, Teretonga, Hampton Downs, Pukekohe e Manfield -, acontece no final de semana e a lista de 20 inscritos inclui os nomes dos brasileiros Caio Collet e Igor Fraga e do argentino Franco Colapinto. Para a edição deste ano o cinco melhores classificados receberão, respectivamente, 10, 7, 5, 3 e um ponto para a obtenção da super licença que permite a participação na F-1.

Monopostos equipados com motores elétricos se apresentam em Santiago do Chile. Foto: FIA FE.

No mesmo fim de semana nomes já consagrados, vários deles com passagem pela F-1, se exibem nas ruas de Santiago do Chile para a segunda etapa da temporada 2019/2020 da F-E, a categoria de carros elétricos. Felipe Massa e Lucas Di Grassi representam Brasil no grid de 24 pilotos.


* Wagner Gonzalez é jornalista especializado em automobilismo de competição, acompanhou mais de 350 grandes prêmios de F-1 em quase duas décadas vivendo na Europa. Lá, trabalhou para a BBC World Service, O Estado de S. Paulo, Sport Nippon, Telefe TV, Zero Hora, além de ter atuado na Comissão de Imprensa da FIA. Atualmente é diretor de redação do site Motores ClássicosTwitter: @motclassicosFale com o Wagner Gonzalez: wagner@beepress.com.br.


Leia> Coisas de Agora