quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

GRUPO VOLKSWAGEN ARGENTINA ANUNCIA NOVO PRESIDENTE E CEO.


Thomas Zahn será o novo Presidente e CEO da Volkswagen Argentina, a partir de janeiro de 2019.


Thomas Zahn (alemão) recebeu treinamento como agente aduaneiro e é graduado em engenharia de negócios. Ele entrou na Volkswagen em 1997 e ocupou funções centrais na área de vendas da empresa em Wolfsburg e foi responsável por vendas tanto na FAW-Volkswagen, em Changchun, como na SAIC, em Xangai. Nos últimos seis anos, foi responsável pelos negócios da marca Volkswagen na Alemanha como Chefe de Vendas e Marketing no país, e recentemente concluiu com êxito os contratos com os concessionários da Volkswagen na Alemanha.

"Tenho plena confiança de que Thomas, que tem grande experiência em outros mercados, continuará trabalhando a estratégia do Grupo Volkswagen e fortalecerá a posição da Volkswagen no país. Ele também terá uma tarefa desafiadora , assegurando a implementação do plano de investimentos anunciado”, disse Pablo Di Si, Presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

Volkswagen Argentina.
Assuntos Corporativos e Relações com a Imprensa.

Leia> Coisas de Agora.

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

SÁBADO TEM MOSTRA GRATUITA DE CARROS ANTIGOS "CULTURA, ANTIGOS & AMIGOS EM CAMPOS ELÍSEOS".


A Escola de Restauração de Veículos Antigos, do Clube do Carro Antigo do Brasil (CCA), e o Museu da Energia de São Paulo realizam no próximo dia 15 de dezembro o evento gratuito "Cultura, Antigos & Amigos em Campos Elíseos". Na ocasião ocorrerá a mostra de carros antigos, vistoria de Placa Preta, apresentações musicais, fast food e visita a acervo cultural do Museu, entre outras atrações. O encontro acontece das 10h30 às 17hrs, no Museu da Energia de São Paulo.

Com parceria da São Paulo Antiga e apoio da Shell V-Power, o evento terá de 10 a 15 veículos antigos expostos, como o Ford 1929, Citroën 1949, Chevrolet Camaro SS, da década de 60, e Plymouth 1949, entre outros, além de um passeio pelo Museu da Energia trazendo em suas salas a história da expansão urbana e industrial da cidade de São Paulo nos últimos 150 anos, e equipamentos interativos. O evento também conta com DJs, roda de samba e o dia encerra com a bateria feminina do bloco 7 Samba Show, às 17h. "O Clube do Carro Antigo do Brasil e a Escola de Restauração, dentro de seu objetivo educacional e social, promovem periodicamente o evento 'Cultura, Antigos & Amigos' que busca reunir arte, música e automóveis antigos em espaços de São Paulo, como o belo Museu da Energia, que remetem a história e a cultura, não só do Estado de São Paulo, como do Brasil", explica Ricardo Luna, presidente do CCA e da Escola de Restauração de Veículos Antigos.

De acordo com Luciana Nemes, coordenadora do Museu da Energia de São Paulo, o Museu quer se relacionar e atuar, cada vez mais, com a comunidade em que está inserido. "E, o apoio da rede de instituições, como é o caso do Clube do Carro Antigo é imprescindível para a perspectiva de melhoria de uma região vulnerável e que, ao mesmo tempo, tem muito potencial". Luciana ainda complementa, "abrigar este evento é muito importante para nós e também dialoga com o fato da família Santos Dumont, que morou no palacete do Museu, ser a primeira a importar um carro no Estado de São Paulo", conclui.


Museu da Energia de São Paulo

Escola de Restauração de Veículos Antigos

A escola iniciou suas atividades em 2012, oferecendo bolsas gratuitas para jovens de baixa renda através do Projeto Escola de Offício. É a primeira escola da América Latina a oferecer cursos regulares na restauração de veículos antigo. O Curso de Formação Profissional oferece treinamento básico teórico na área de Restauração de Veículos Antigos até a formação profissional prática, em oficina, em todas as áreas da profissão de Restaurador de Veículos Antigos, com objetivo de prover ao participante um embasamento adequado para seu ingresso nas atividades práticas.

Fundação Energia e Saneamento

Criada em 1998, a Fundação Energia e Saneamento pesquisa, preserva e divulga o patrimônio histórico e cultural dos setores de energia e de saneamento ambiental. Atuando em várias regiões do Estado de São Paulo por meio da Rede Museu da Energia (São Paulo, Itu e Salesópolis) e do Núcleo de Documentação e Pesquisa, realiza ações culturais e educativas que reforçam conceitos de cidadania e incentivam o uso responsável de recursos naturais, trabalhando nos eixos de história, ciência, tecnologia e meio ambiente.

Mantenedoras da Fundação Energia e Saneamento 
Cesp, Sabesp e Emae

Patrocinador do Museu da Energia de São Paulo
CTG Brasil

Serviço
Cultura, Antigos & Amigos em Campos Elíseos
15/12/18
Alameda Cleveland, 601 – Campos Elíseos
10h30 às 17hs
Aberto gratuitamente ao público e exclusivo para expositores cadastrados com antecedência.
Mais informações
(11) 5011-9111 ou (11) 3224-1489


Vito Zanella
Assessoria de Imprensa
imprensa@clubedocarroantigo.org.br
(11) 996-314- 983 - (11) 5011-9111

Flávia Meira
fmeira@energiaesaneamento.org.br.

Leia> Coisas de Agora.

BYD ENTREGA À PREFEITURA DE SÃO PAULO OS PRIMEIROS ÔNIBUS 100% ELÉTRICOS QUE FAZEM PARTE DE UM PROJETO DE TRANSPORTE NÃO POLUENTE.



O sistema de ônibus da capital paulista começa a receber seus primeiros ônibus 100% elétricos BYD modelo D9W que fazem parte de um projeto-piloto que envolve abastecimento por energia solar.

Com capacidade para transportar 29 pessoas sentadas e 51 em pé, incluindo espaço para cadeirante, os ônibus são movidos a bateria de ferro-lítio, com autonomia de 250 quilômetros. Os três primeiros veículos que vão compor o projeto já estão na garagem da Transwolff, empresa do subsistema local, que atua na zona Sul da cidade. O início das operações ainda será definido pela gerenciadora do sistema de ônibus da capital paulista.

A cerimônia simbólica da entrega das 15 primeiras unidades aconteceu nesta segunda-feira (10) na sede da Prefeitura de São Paulo, e contou com a presença da Vice-Presidente Global da BYD, Stella Li, do Presidente da BYD do Brasil, Tyler Li, do Vice-Presidente de Vendas da BYD do Brasil, Wilson Pereira, do Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, de João Octaviano, Secretário Municipal de Mobilidade e Transportes da Prefeitura de São Paulo,  Milton  Leite, Presidente da Câmara Municipal de São Paulo, e de Paulo Cézar Shingai, Presidente da SPTrans, entre outras autoridades.



A Vice Presidente Global da BYD, Stella Li, afirma que “a BYD é líder global em vendas de ônibus 100% elétricos por quatro anos consecutivos, tendo entregue mais de 55 mil unidades mundialmente, e que a empresa continuará a fazer grandes investimentos em sua operação local, compartilhando com os brasileiros sua missão de promover inovações tecnológicas para uma vida melhor.”

O Vice-Presidente de Vendas da BYD Brasil, Wilson Pereira, ressalta os esforços da BYD no mercado da América do Sul estão dando resultado. “Nossas entregas recentes, não apenas no mercado brasileiro, mas também no chileno, fizeram da BYD a líder no setor de ônibus elétricos na América do Sul.”

De acordo com o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, até março todos os ônibus devem estar em operação com passageiros. “É deste tipo de transporte, limpo e sem barulho, que nem parece que o ônibus está ligado, que a gente quer ver mais e mais na cidade de São Paulo”. 

Em janeiro deste ano, o então prefeito João Doria sancionou a lei 16.802 que estipula novas metas de redução de poluição pelos ônibus municipais. As reduções de emissões de poluição pelos ônibus de São Paulo devem ser de acordo com o tipo de poluente em prazos de 10 anos e 20 anos.

Chassis BYD D9W


O Chassis BYD D9W é utilizado para aplicação em carrocerias com até 13,2 metros de comprimento. Os dois motores BYD-2912TZ-XY-A, de 150 KW, juntos equivalem a 402 cavalos e estão integrados nas rodas do eixo traseiro, contando com um módulo de controle eletrônico de tração. 

O Chassi possui o conceito Low Entry, ou seja, não existindo degraus para o embarque e desembarque dos passageiros. A estrutura é constituída por materiais de alta resistência a torção e a flexão. Os freios a disco regenerativos, com sistema ABS nas rodas dianteiras e traseiras, proporcionam maior segurança e autonomia ao veículo. 

A suspensão pneumática integral proporciona conforto aos passageiros e ao motorista e o sistema de rebaixamento bilateral (ECAS) permite o ajoelhamento da suspensão, aumentando a comodidade e a segurança para embarque e desembarque dos passageiros.

Também é possível elevar a altura da carroceria para transpor alguns obstáculos das vias
públicas. A coluna de direção regulável permite a regulagem de acordo com as características de cada motorista, melhorando assim questões de ergonomia.

Redução de poluentes locais


Os ônibus elétricos representam um grande instrumento para a redução de poluentes locais e de gases causadores do efeito estufa. Na média, cada ônibus elétrico em operação urbana reduz cerca de 1,8 toneladas de CO2 equivalentes, o que representa o plantio de mais de 11 árvores ao ano, além de evitar a emissão local de 118,814 kg de NOx e 1,152 kg de material particulado, os dois maiores vilões para a saúde pública. Esses valores se referem a comparação aos ônibus diesel novos, Euro 5, com rodagem média de 6.000kms/mês.

FÁBRICA DA VOLKSWAGEN EM TAUBATÉ CELEBRA 7 MILHÕES DE VEÍCULOS PRODUZIDOS EM 40 ANOS.


Há 40 anos produzindo veículos em Taubaté (SP), a Volkswagen do Brasil acaba de celebrar o marco de 7 milhões de unidades produzidas na fábrica. O modelo que representa essa conquista é o Voyage, com motor Total Flex 1.6l da família EA211, com até 120 cv e transmissão automática. Coincidentemente, o primeiro veículo completo produzido pela fábrica, em 1978, também foi um sedã: o Passat.

“A Volkswagen do Brasil já produziu mais de 23 milhões de veículos em sua história, dos quais 7 milhões foram produzidos em Taubaté. Isso demonstra a extrema importância desta unidade na estratégia da Nova VW que atualmente produz com exclusividade modelos como o Voyage, o up! e o Gol, nosso campeão de vendas, o qual é atualmente o 4º modelo mais vendido do mercado nacional”, destacou o Presidente e CEO da Volkswagen América Latina, Pablo Di Si.

Em novembro o Gol foi o 2º carro mais vendido no País, com 8.834 unidades. No acumulado do ano, o modelo já ultrapassou a marca dos 70 mil emplacamentos. Com grande vocação para vendas, o Gol é o mais produzido da história da indústria automobilística nacional, com mais de 8 milhões de unidades fabricadas, é o mais vendido (6,6 milhões de unidades) e o mais exportado (1,4 milhão de unidades para 66 países) da história do Brasil.

Dos 7 milhões de veículos produzidos em Taubaté nos últimos 40 anos, cerca de 5 milhões foram Gol; o segundo modelo mais produzido na unidade foi o Voyage, com mais de 1,5 milhão; na sequencia estão a Parati, o up! e a Saveiro.

Vale lembrar que o Voyage com câmbio automático, assim como o Gol, chegou ao mercado em julho como parte da linha 2019 dos modelos e integram a lista de 20 lançamentos previstos até 2020, dentro do conceito da Nova Volkswagen e da maior ofensiva de produtos da história da empresa no Brasil, como resultado de investimentos de R$ 7 bilhões no País até 2020.

Terceiro modelo Volkswagen mais exportado no País, com mais de 9 mil unidades embarcadas para 8 países em 2018, o Voyage já foi comercializado em 61 países. Além do motor 1.6l da família EA211, com até 120 cv (o mesmo utilizado no Polo MSI e no Virtus MSI), o Voyage com câmbio automático de seis marchas, conta com conversor de torque, que garante conforto e praticidade no trânsito, sem abrir mão da robustez e da eficiência na troca de marchas. 

Trajetória
1973 - Início da construção.
1976 - Unidade faz peças estampadas, plásticas, injetadas e de tapeçaria para Fusca e Kombi produzidos em São Bernardo do Campo.
1978 - Primeiros cinco Passat produzidos no local são liberados para venda.
1979 - Produção do Passat em volume.
1980 - Produção do Gol Geração I, com motor 1.3. Veículo inaugura nova fase na indústria automotiva brasileira.
1982 - Primeiras 100 mil unidades do Gol produzidas.
1986 - Início da produção do Voyage.
1990 - Unidade comemora 1.000.000 de veículos produzidos.
1993 - Fábrica é a primeira montadora da América do Sul a receber o Certificado Internacional de Qualidade ISO 9002. Unidade recebe primeiros robôs, para produzir Gol Geração II.
2002 - Fábrica recebe certificado de qualidade ambiental ISO 14.001.
2008 - Novo Gol e Novo Voyage entram em produção. Fábrica recebe investimentos de R$ 600 milhões e instala nova Armação, com 308 robôs.
2009 - Unidade comemora 5.000.000 de veículos produzidos.
2011 - Iniciada a construção da Nova Pintura
2012 - Inauguração da Nova Pintura com início da pintura em KTL
2014 – Inauguração da linha de produção do Volkswagen up!
2015 – Primeiras 100 mil unidades do up! produzidas
2016 - Fábrica celebra 40 anos de operações e o marco de 6,5 milhões de veículos produzidos
2017 - Unidade comemora os marcos de 200 mil up! produzidos; 1,5 milhão de Voyage e 8 milhões de Gol fabricados pela VWB.
2018 – Fábrica inicia produção do Gol e Voyage com transmissão automática.

Volkswagen do Brasil.
Assuntos Corporativos e Relações com a Imprensa.

Leia> Coisas de Agora.

CONVERSA DE PISTA.
Por Wagner Gonzalez*

F-E TEM MASSA, DI GRASSI E NELSINHO



Temporada 2018/2019 dos carros elétricos traz novidades técnicas


A F-E, categoria de monopostos movidos por energia elétrica, inicia sábado na Arábia Saudita, a sua quinta temporada com um novo modelo de carro, mais rápido e com maior autonomia; enquanto no Brasil a Stock Car ainda não sequer seu calendário para 2019, os organizadores da fórmula elétrica  já falam na inclusão da Coréia do Sul como nova integrante do calendário de 2019/2020. Três brasileiros disputam a categoria: os campeões Nelson Piquet Jr (2014/2015) e Lucas Di Grassi (2016/2017) e Felipe Massa, que estreia na equipe ligada à Mercedes-Benz.

Lucas Di Grassi, campeão da temporada 2016/2017 defende a equipe ABT-Audi. Foto: FIA-F-E.

Para promover a abertura do certame Massa participou de uma disputa surreal: em uma estrada próxima a Al Diriyah onde o evento acontece no sábado: um verdadeiro racha contra um falcão peregrino, considerado o animal mais veloz da face da terra, experiência que você confere neste video.

Foi a segunda vez que o desempenho um carro da F-E foi comparado com um animal: no ano passado o atual campeão Jean-Eric Vergne acelerou ao lado de um guepardo em uma estrada da Cidade do Cabo, na África do Sul. O automóvel veneu por margem mínima. Uma pesquisa nas redes sociais indicou que a disputa entre o GEN2, o novo monopostos da F-E, e o falcão peregrino seria uma disputa interessante: aparte o fato de a ave ter a região árabe como seu habitat, o falcão peregrino pode alcançar 350 km/h. Para realizar a disputa o animal escolhido foi treinado para seguir uma isca que, na disputa final, foi ligada a uma linha presa junto a uma antena instalada no santantonio do monoposto.

"Foi uma experiência incrível", declarou Massa ao final da disputa, realizada em um local tombado como patrimônio histórico pela Unesco. "Não vou esquecer disso tão cedo".

Nelsinho Piquet, o primeiro campeão mundial da categoria (2014/2015), continua na equipe Jaguar-Panasonic. Foto: FIA-F-E.

Ao contrário da maioria dos campeonatos de automobilismo, a F-E pratica uma temporada que inicia no final de um ano e termina na metade do seguinte. A categoria usa quase que exclusivamente circuitos de rua (a única exceção é a etapa mexicana, que acontece no autódromo Hermanos Rodrigues, na capital do país), sempre planos, com retas curtas e curvas fechadas. Nos últimos anos o calendário inicial chegou a incluir etapas no Rio de Janeiro e em São Paulo, mas ambas foram canceladas; a possibilidade de que o evento aconteça no Brasil é sempre citada e recentemente até mesmo Belo Horizonte foi incluída como possível cidade escolhida. Infelizmente os promotores brasileiros não conseguiram consumar o anunciado. Paralelamente, outros países trabalham para garantir uma data e há entendimentos para levar os carros elétricos à Coréia do Sul em 2020.  A competição deverá acontecer em circuito em Seoul com traçado que ainda precisa ser ratificado pela Federação Internacional do Automóvel (FIA) e a prefeitura da cidade para ser homologado.

As formas inéditas do  GEN2 deixa o monoposto parecido a um protótipo biposto. Foto: FIA-F-E.

Para a temporada que inicia no próximo fim de semana em Ad Diriyah, na Arábia Saudita, a maior novidade é Gen2, o novo carro da categoria, que traz inovações que vão muito além da estética inusitada para monopostos: o modelo tem as rodas cobertas e um visual que os próprios promotores admitem remeter ao Batmóvel. Suas novas baterias proporcionam aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 2"8, atingir até 280 km/h de velocidade máxima e agora permitem que os pilotos possam usar um único carro durante a prova inteira, já que acumulam maior carga de energia. Veja neste vídeo uma breve demonstração do que mudou entre os dois carros.

O formato das provas também vai mudar: em vez de quilometragem pré-definida, agora o percurso de cada eGP será de 45 minutos mais uma volta, solução adotada em várias categorias, inclusive em provas nacionais. O halo – o arco de proteção instalado em torno da abertura do cockpits – recebeu um filete de led que poderá emitir luz de duas cores: azul (que identificará quando o piloto estará usando o modo de ataque, opção que permite utilizar 225 kW, 25 kW a mais que a potência de corrida) e magenta (quando o piloto usará uma o recurso do fan boost, bônus que autoriza elevar a potência disponível para algo entre 240 kW e 250 KW.

O bônus de ataque exigirá que o piloto complete um trecho da pista passando ao lado das barreiras de proteção onde um processo de indução vai liberar mais potência ao motor elétrico. Já o bônus do fan boost é obtido por votação do público via redes sociais). Comparadas com as baterias usadas nas quatro temporadas disputadas até agora, as novas podem acumular 54 kWh (quilowatt hora), praticamente o dobro dos 28 kWh disponíveis até então.

Cacá Bueno (foto) e Sergio Jimenez são os pilotos da equipe Jaguar Racing Brasil. Foto: Jaguar E-Trophy.

Cinco brasileiros disputarão a temporada 2018/2019 do circo da F-E, que passa a incluir a primeira série mundial para elétricos de produção comercial, o Jaguar I-Pace e Trophy. Cacá Bueno e Sérgio Jimenez formam a equipe Jaguar Brasil nesse torneio monomarca que reunirá 20 carros.

O Calendário
15/12/2018 – Riyadh, Arábia Saudita*
12/01/2019 – Marrakech, Marrocos
26/01/2019 – Santiago, Chile
16/02/2019 – Cidade do México, México
10/03/2019 – Hong Kong, Hong Kong
23/03/2019 – Sanya, China
13/04/2019 – Roma, Itália
27/04/2019 – Paris, França
11/05/2019 – Mônaco, Mônaco
25/05/2019 – Berlin, Alemanha
09/06/2019 – Berna, Suíça
13 e 14/07 – Nova York, Estados Unidos

Veja neste vídeo a pintura dos carros para este ano. A lista de inscritos para a temporada 2019/2019 traz novidades como os ex-F-1 Stoffel Vandoorne (McLaren) e Pascal Wehrlein (Sauber) e têm a participação oficial de marcas como Audi, BMW, DX,  Jahuar, Mahindra, Mercedes e Nissan. 

Número/Piloto/País/Equipe/País 
  2 - Sam Bird (Grã-Bretanha),Envision Virgin Racing (Grã-Bretanha)
  3 - Nelson Piquet Jr. (Brasil), Panasonic Jaguar Racing
  4 - Robin Frijns (Holanda), Envision Virgin Racing (Grã-Bretanha)
  5 - Stoffel Vandoorne (Bélgica), HWA Racelab (Alemanha)
  6 - Maximilian Günther (Alemanha)  Geox Dragon Racing (EUA)
  7 - José María López (Argentina), Geox Dragon Racing (EUA)
  8 - Tom Dillmann (França), NIO Formula E Team (Grã-Bretanha)
11 - Lucas di Grassi (Brasil), Audi Sport Abt Schaeffler Formula E Team (Alemanha)
16 - Oliver Turvey (Grã-Bretanha), NIO Formula E Team (Grã-Bretanha)
17 - Gary Paffett (Grã-Bretanha), HWA Racelab (Alemanha)
19 - Felipe Massa (Brasil),  Venturi Formula E Team(Mônaco)
20 - Mitch Evans (Nova Zelândia),  Panasonic Jaguar Racing (Grã-Bretanha)
22 - Oliver Rowland (Grã-Bretanha), Nissan e.dams (Japão)
23 - Sébastien Buemi (Suíca), Nissan e.dams (Japão)
25 - Jean-Éric Vergne, DS Techeetah (China)
27 - Alexander Sims (Grã-Bretanha), BMW i Andretti  Motorsport (Alemanha)
28 - António Félix da Costa (Portugal), BMW i Andretti Motorsport (Alemanha)
36 - André Lotterer (Alemanha), DS Techeetah (China)
48 - Edoardo Mortara (Suíça), Venturi Formula E Team (Mônaco)
64 - Jérôme d'Ambrosio (Bélgica), Mahindra Racing (Índia)
66 - Daniel Abt (Alemanha), Audi Sport Abt Schaeffler Formula E Team (Alemanha)
94 - Pascal Wehrlein (Alemanha), Mahindra Racing (Índia)






* Wagner Gonzalez é jornalista especializado em automobilismo de competição, acompanhou mais de 350 grandes prêmios de F-1 em quase duas décadas vivendo na Europa. Lá, trabalhou para a BBC World Service, O Estado de S. Paulo, Sport Nippon, Telefe TV, Zero Hora, além de ter atuado na Comissão de Imprensa da FIA. Atualmente é diretor de redação do site Motores ClássicosTwitter: @motclassicosFale com o Wagner Gonzalez: wagner@beepress.com.br.


Leia> Coisas de Agora.

123CARROS REVOLUCIONA A EXPERIÊNCIA DO CLIENTE NO COMÉRCIO DE CARROS USADOS.


Com o espírito empreendedor das start-ups especializadas em tecnologia, a 123carros celebra expressivos resultados após 18 meses de operação na comercialização de veículos seminovos no mercado nacional. Neste período, a empresa já transacionou uma quantia que supera em 27,5% a previsão estabelecida no plano inicial de negócios.

Quando fundada, em meados de 2017, a ideia residiu na frustração vivida por seu fundador e CEO, o economista Athus Formiga, quando precisou vender um seminovo da família. “Não havia experiência pior do que vender um carro usado. Você era assediado por dezenas de lojistas que ofereciam 20 ou 25% a menos do que o carro valia. Isso sem contar a infinidade de riscos ao receber eventuais compradores em sua casa. Enxerguei uma ótima oportunidade de negócio”, explica.

Sediada em São Paulo, a empresa já realizou vendas para clientes de 16 Estados do país, embora o maior volume de negócios esteja concentrado na capital paulista. Bastante difundida no ambiente virtual – www.123carros.com.br –, com públicos diversos e presença em todos os segmentos de preços de seminovos, a 123carros utiliza um algoritmo para definir o preço “real” de cada carro usado anunciado, cruzando centenas de parâmetros (valor referencial de tabela Fipe, opcionais do veículo, estado de conservação, cor mais aceita comercialmente, quilometragem, desgaste de pneus etc.).

Para isso, o interessado na venda leva seu carro ao Centro de Inspeção, onde ele será meticulosamente vistoriado – num total de 305 itens verificados em todos os veículos –, fotografado e avaliado.

Nem todos os carros são aceitos


Caso os técnicos verifiquem algum componente que tenha danificado estruturalmente o veículo após uma colisão, ele será recusado. Na mesma visita, a documentação é checada, bem como eventuais infrações de trânsito ou impostos em atraso. O vendedor compromete-se a entregar a lista de documentos e, só a partir do status “OK”, o carro será finalmente aceito para ser trabalhado na venda.

Atualmente, a empresa conta com carros anunciados que vão desde R$ 12 mil a R$ 200 mil. “No início, o trabalho diferenciado que realizamos chamou a atenção de clientes, tanto compradores como vendedores, de carros mais caros, acima de R$ 80 mil. Mas o modelo foi logo adotado por interessados em outras faixas de preços”, diz Formiga. Nas vendas, a 123carros aceita outros seminovos como parte de pagamento (entrada) e mantém parcerias com bancos para facilitar créditos de financiamento.

Transparência é a alma do negócio


Diferentemente do usual, o cliente que anuncia seu carro com a 123carros sabe exatamente quais serão os valores que comporão aquele negócio. Baseando-se no preço de mercado, a 123carros combina qual será o valor pré-definido que cobrará quando o seminovo for vendido. “Não pode haver truque em um negócio que envolva dinheiro! Somos claros e objetivos. Nosso contrato não tem letrinha pequena nem jogo de números”, explica Formiga.

Para trabalhar cada venda, a 123carros utiliza uma plataforma virtual de grande alcance em busca de eventuais compradores. Mas vai além: aquele mesmo algoritmo interno que calcula o verdadeiro preço de venda de cada modelo oferece opções próximas ao carro que o comprador está pesquisando, caso ele não localize exatamente o veículo desejado. “Fizemos um investimento significativo nessa ferramenta. Eu diria que esse é um dos nossos grandes diferenciais, além, naturalmente, do princípio inicial da empresa: criar uma boa experiência para quem compra e para quem vende um carro usado”, opina o CEO da 123carros. 

Visite: www.123carros.com.br

e-Pincigher Comunicação Corporativa
Edu Pincigher
eduardo@pincigher.com
11 997-229-356

Leia> Coisas de Agora.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

TOYOTA PREMIA EXCELÊNCIA DE MELHORES CONSULTORES, TÉCNICOS E REPRESENTANTES.

A Toyota do Brasil premiou na última semana seus melhores consultores de serviços, técnicos automotivos e representantes SAC durante a 24ª edição do Skill Contest, tradicional Concurso Nacional de Habilidades Técnicas, promovido anualmente pela fabricante no País.


Concurso reconheceu os melhores técnicos automotivos, consultores de serviços e representantes SAC de toda a rede de concessionárias Toyota.

A grande novidade deste ano foi a inclusão de uma nova modalidade, a de representante SAC, com o objetivo de valorizar a importância desta atividade, reconhecendo o trabalho de “cuidar” cada vez mais dos clientes da marca e continuar oferecendo a melhor experiência de compra e propriedade de um automóvel.

O Skill Contest possui quatro etapas de avaliação. Este ano, a primeira fase do processo seletivo, iniciada em maio, teve mais de 1.700 inscritos entre técnicos automotivos (responsáveis por realizar os reparos nos carros dos clientes), consultores de serviço (responsáveis pelo primeiro contato com o cliente na concessionária) e representantes SAC (agentes que realizam atendimento ao cliente via telefone ou e-mail). Este total representa quase 60% de toda a rede de concessionárias da Toyota em território nacional.

1ª fase
Por meio de uma prova online, todos puderam testar seus conhecimentos em busca de classificação para a segunda fase. Essa primeira avaliação contemplou questões sobre atendimentos e processos de Pós-Venda, conhecimento de produtos Toyota, análise de diagnóstico, identificação de necessidade de reparos, entre outros pontos.

2ª fase
Na etapa seguinte, apenas os 60 melhores técnicos, 30 melhores consultores e 30 melhores representantes SAC foram selecionados para uma prova teórica presencial, realizada em julho na planta da Toyota, em São Bernardo do Campo (SP) e em alguns centros de treinamento regionais distribuídos pelo Brasil em parceria com o SENAI.

3ª fase
Somente 15 técnicos, 10 consultores e 10 representantes SAC avançaram para a terceira fase, uma avaliação prática presencial, realizada na mesma planta da Toyota em São Bernardo do Campo, entre o final de agosto e início de setembro. A prova prática para técnicos envolveu veículos, testes de bancada e raciocínio de diagnóstico. Os consultores foram avaliados por meio de simulações de atendimento ao cliente, considerando todos os passos de serviços Toyota, enquanto os representantes SAC foram avaliados no atendimento e na capacidade de tratativa para a melhor satisfação do cliente.

Final
Destes, somente cinco técnicos, cinco consultores e cinco representantes SAC seguiram para a 4ª e última fase, realizada no Hotel Terras Altas, em Itapecerica da Serra (SP), no dia 06 de dezembro. A avaliação final contou com um júri composto por instrutores técnicos da Toyota, que acompanharam e avaliaram o desempenho dos finalistas em simulações de desafios reais enfrentados diariamente no atendimento ao cliente. Para se chegar à escolha dos melhores, os jurados consideraram a resolução dos casos, bem como as ferramentas, técnicas utilizadas e o tempo para o encaminhamento da solução e finalização do atendimento.

Vencedores


Os melhores consultores
1-    Cassiano Alex Berbel – Mirai Motors - Marília (SP)
2-    Jonas Soares Simões – Newland Car – Juazeiro do Norte (CE)
3-    Thiago Oshiro – Toyoserra – Nova Friburgo (RJ)

Os consultores de serviços foram avaliados seguindo o procedimento dos 10 passos de serviço, confirmação do sintoma de problema apresentado, explicação dos procedimentos e reparos realizados, além da aplicação da filosofia de serviço e Pós-Venda Toyota.

Os melhores técnicos automotivos
1-    Fernando Uemura – Noma Motors – Maringá (PR)
2-    Nívia Gabrielle Silva – Rodobens Raja – Belo Horizonte (MG)
3-    Marcio Emori – Noma Motors – Maringá (PR)

Os técnicos foram avaliados nos quesitos segurança, utilização de equipamentos de diagnóstico, metodologia de processos e diagnósticos precisos, utilização correta de manuais técnicos, dentre outros.

Os melhores representantes SAC
1-    Maria de Fátima M. dos Santos – Lince – Goiânia (GO)
2-    Felipe Custódio de Souza – Stefani Motors – Araraquara (SP)
3-    Ralph da Silva Bandeira – Savarauto – Porto Alegre (RS)

Os representantes SAC foram avaliados nos quesitos relacionados a habilidades em tratar reclamações de Vendas e Serviços, habilidade de conduzir um atendimento evitando escalonamentos e habilidades em manusear as ferramentas na comunicação com o SAC da Toyota.

Os melhores de cada categoria ganharam uma viagem ao Japão. Na ocasião, participarão de um evento organizado pela Toyota Motor Corporation, juntamente com os melhores consultores de serviço, técnicos e representantes SAC de todas as afiliadas da empresa no mundo. Todos os cinco finalistas de cada categoria receberam como prêmio um tablet Samsung.  

Skill Contest no mundo


No mundo, a Toyota também realiza este tipo de concurso em pelo menos 90 países há cerca de 28 anos, considerando diferentes áreas de atuação e sempre com o intuito de disseminar e elevar os atributos que fazem da Toyota referência em Qualidade, Durabilidade e Confiabilidade.

VOLARE INTENSIFICA VENDAS DO NOVO FLY 10 PARA FRETAMENTO.


Júlio Simões Logística - JSL S/A adquiriu seis novos miniônibus Volare Fly 10 Executivo.  Os veículos, equipados com Dispositivo de Transposição Acessível (DTA), com entrega programada para este mês, serão utilizados no atendimento de clientes nas cidades de Belo Horizonte, Minas Gerais, e Parauapebas, no Pará.

A JSL é uma das principais operadoras do segmento de fretamento industrial do Brasil, já possuía em sua frota, desde o início de 2017, quatro unidades do Fly 10 e optou por uma nova aquisição do modelo em razão de ser o produto com a maior capacidade do mercado para transportar passageiros e proporcionar, como diferenciais, mais espaço interno, design moderno, funcionalidade e versatilidade. Com capacidade para 36 passageiros, oferece manobrabilidade e baixo consumo de combustível comparável a um veículo menor.

O Fly 10 desenvolvido para a JSL conta com total acessibilidade, em função do Dispositivo DTA, que permite o embarque/desembarque dos portadores de necessidades especiais pela mesma porta de serviço. Equipado com motorização Cummins ISF 3.8, de 162 cv de potência, sistema de freio eletropneumático e ar-condicionado instalado no teto, conta com bagageiro traseiro com 4.000 litros de capacidade, e maior vão de acesso.

Foto: Miriam Rodrigues de Almeida.  

Secco Consultoria de Comunicação.

Leia> Coisas de Agora.

PROJETO DA MERCEDES-BENZ DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO ATINGE 40 MIL ALUNOS.

A Mercedes-Benz do Brasil, por meio do projeto de educação no trânsito Mobile Kids, já alcançou aproximadamente 40.000 alunos de mais de 100 escolas das redes públicas e particulares do Estado de São Paulo. A distribuição da cartilha pedagógica tem como objetivo ensinar crianças, entre 6 e 10 anos, sobre a importância de um trânsito seguro para motoristas e pedestres. 



A cartilha Mobile Kids, projeto original do Grupo Daimler, é composta por cartões, fichas, desenhos explicativos e jogos de cartas, que representam a realidade do trânsito e estimulam as crianças a aprender comportamentos seguros, incentivando-as a também compartilhar os conhecimentos com seus familiares.

“Os materiais didáticos do Mobile Kids são utilizados por todos os países que realizam a ação. É dessa forma que alcançamos muitas crianças, trazendo diversão e informação”, destaca Luiz Carlos Moraes, diretor de Comunicação Corporativa e Relações Institucionais da Mercedes-Benz do Brasil, e responsável pelo Comitê de Responsabilidade Social da Empresa. “A presença internacional da Daimler torna possível a adequação do projeto em diversas línguas, com o apoio de parceiros locais, como o Colégio Humboldt aqui no Brasil”.

De acordo com o executivo, a Empresa acredita que é importante educar as crianças a respeito das Leis de Trânsito desde cedo. “Nesse sentido, as escolas podem nos ajudar nesta ação, a fim de formar futuros cidadãos mais conscientes e com comportamentos seguros como usuários das vias públicas, seja na condição de pedestre, condutor ou passageiro”, diz ele. 

Mobile Kids conta com suporte de profissionais especializados


Implantado em 2001, o Mobile Kids é uma iniciativa global da Daimler que desenvolve, com a consultoria de profissionais especializados, materiais que abordam o trânsito mais seguro e a prevenção de acidentes.

O projeto foi elaborado na Alemanha, em parceria com a Universidade de Koblenz, visando estimular as crianças a compartilharem com seus pais e familiares conceitos importantes a respeito dos temas, para a formação de uma sociedade ainda mais consciente.

“O Mobile Kids é uma iniciativa que contribui não apenas para o presente, mas para o futuro da sociedade. E é com foco no longo prazo que as ações de conscientização e inclusão social são desenvolvidas diariamente na Mercedes-Benz”, diz Luiz Carlos Moraes. “Isso está alinhado a um dos pilares de Responsabilidade Social da nossa Empresa”.

Parceria com o Colégio Humboldt é ainda mais ampla


O Mobile Kids é um dos itens que compõem o programa AutoHumboldt, também apoiado pela Mercedes-Benz do Brasil e que promove a temática do trânsito responsável por meio de palestras, concursos de redação, caminhadas, eventos e outras ações. O projeto da Daimler complementa a iniciativa do colégio e, pela importância do tema, a instituição decidiu compartilhar os materiais didáticos com outras escolas de São Paulo, possibilitando a disseminação do conhecimento para crianças da rede pública e privada de ensino.

O Humboldt realizou a adequação dos materiais didáticos do Mobile Kids, de acordo com a realidade das ruas e estradas brasileiras, agregando adicionalmente atividades desenvolvidas por professores do Colégio.

Mercedes-Benz.
Comunicação Corporativa

Leia> Coisas de Agora.

PEÇAS E SERVIÇOS NA REDE VOLKSWAGEN CAMINHÕES E ÔNIBUS SÃO FINANCIADAS PELO BANCO DA MONTADORA.


Os clientes da Volkswagen Caminhões e Ônibus têm agora ainda mais facilidades para adquirir peças e serviços na rede de concessionárias da marca. Todo o portfólio da montadora agora pode ser financiado diretamente pelo Volkswagen Financial Services, numa parceria para o benefício dos clientes.

A modalidade concede condições específicas de acordo com a preferência de cada cliente. O financiamento pode ser de 6, 12, 18 e 24 meses, com ou sem juros. E os benefícios se estendem por toda a negociação.

O cliente tem 30 dias de carência para o pagamento da primeira parcela e não compromete o limite de seu cartão de crédito. Também a aprovação de crédito é acelerada para viabilizar o contrato.

“Satisfazer o cliente sob medida é nossa missão na Volkswagen Caminhões e Ônibus. Um pós-vendas bem feito nos rende também novas vendas. Por isso, investimos continuamente para inovar, seja em peças, serviços ou soluções de negócio, e nesse caminho, contamos sempre com bons parceiros como a Volkswagen Financial Services”, comenta Osmany Baptista, gerente executivo de Operações de Peças e Acessórios da VW Caminhões e Ônibus.

Excelência em estrutura para crescer


Além de oferecer um portfólio completo de pós-vendas, a montadora avança sempre rumo à melhoria contínua no tempo de entrega, qualidade e custo-benefício para tornar seus itens ainda mais competitivos para o mercado de reposição.

O setor de Peças e Acessórios é responsável por enviar e comercializar componentes de reposição para abastecer a rede de cerca de 140 concessionárias em todo o Brasil, além dos 30 países para os quais a empresa exporta seus veículos.

Antes de chegar à rede, cada componente de reposição segue um percurso estrategicamente estabelecido, que garante que a peça esteja no lugar e tempo certo para os veículos VW e MAN. “E, agora, com mais essa opção de pagamento flexível”, complementa Osmany.